FELIPE TOSIN

“Filho de ambientalista, desde muito cedo fui apresentado e orientado a respeitar a natureza. Essa vivência fez com que percebesse a troca de energia como se eu fosse parte daquilo. E eu sou.”

Felipe Tosin é artista plástico nascido em Curitiba, formando em Comunicação Social, decidiu seguir carreira como designer gráfico, desde 2001. Atualmente, Tosin é aluno da Escola de Música e Belas Artes do Paraná (EMBAP). Com obras expostas no Brasil e na Europa, participa constantemente do cenário artístico atual, alguns de seus trabalhos fizeram parte da 1ª Feira Internacional de Arte Contemporânea – Donostiartean, em San Sebastian, País Basco, que em 2016 recebeu o título de capital cultural da Europa.
Amante da natureza, o ponto forte do artista é transpassar a inquietação do cotidiano e o excesso de informações para um ambiente da natureza, resultando em paz momentânea e intensa. Esta maneira de ser faz com que suas obras sejam carregadas de elementos figurativos e abstratos e muitas cores.

“Trago das experiências de convívio com o meio ambiente, a reflexão para a minha pesquisa artística.
Utilizo principalmente as linguagens da pintura e do desenho. Na série atual, “Paisagens, possíveis conexões”, a minha poética é relacionada com a memória e minha vivência.
Penso na natureza como um organismo único onde não se distingue o habitat e a vida. Reflito sobre a cor, a forma, a matéria e as composições, que trafegam entre formas figurativas e abstratas.
Meu trabalho está sempre em transformação, criando novas possibilidades, dando continuidade como um ciclo que se renova, da mesma forma como observo na natureza.”

“Son of an environmentalist, I was introduced very early on and oriented to respect nature. This experience made me realize the exchange of energy as if I were part of it. And I am.”

Felipe Tosin is a plastic artist born in Curitiba, graduated in Social Communication, decided to pursue a career as a graphic designer, since 2001. Currently, Tosin is a student of the School of Music and Fine Arts of Paraná (EMBAP). With works exhibited in Brazil and Europe, he is a constant participant in the current artistic scene, some of his works were part of the 1st International Contemporary Art Fair – Donostiartean, in San Sebastian, Basque Country, which in 2016 received the title of cultural capital of Europe . Lover of nature, the artist’s strength is to cross the restlessness of daily life and the excess of information to an environment of nature, resulting in momentary and intense peace. This way of being makes his works being loaded with figurative and abstract elements and many colors.

“I bring from the experiences of living with the environment the reflection for my artistic research.
I mainly use the languages of painting and drawing. In the current series, “Landscapes, possible connections”, my poetics is related to memory and my experience.
I think of nature as a single organism where habitat and life are not distinguished. I reflect on color, form, matter and compositions, which travel between figurative and abstract forms.
My work is always in transformation, creating new possibilities, giving continuity as a cycle that renews itself, just as I observe in nature. “